Principais Diferenças entre uma Nuvem Privada e Pública

0
1741

 

O que é uma Nuvem Privada

Atualmente muito se fala a respeito de recursos em nuvens e, geralmente o que vem à mente são as nuvens públicas que geralmente são oferecidas por grandes empresas como: Amazon e Google para os seus usuários que compartilham aplicações sem a possibilidade de transformá-la ou até mesmo alterar algo na sua programação.
 
Por isso, algumas empresas por causa das suas políticas de trabalho, questões de segurança ou até mesmo cultural acabam por não participar nessas nuvens disponibilizadas para um grande número de usuários, no entanto, preferem aderir à novidade de maneira mais centrada em seus interesses, contratando uma nuvem privada.
 
As nuvens privadas costumam ficar dentro do empresa, ou seja, em seu ambiente firewall que, por sua vez tem acesso restrito aos parceiros de negócios ou aos funcionários. As nuvens privadas também são conhecidas como: corporate cloud ou internal cloud.
 
Hoje em dia as empresas tem adotado esse sistema justamente por ser uma ótima opção para empresas já que reduz custos e ainda valoriza a flexibilidade, isso sem mencionar da segurança dos dados, algo que fica no controlo da empresa e da sua equipa, algo que não acontece com as nuvens públicas que são gerenciadas por outras empresas e são abertas para uma série de usuários.

Diferença Nuvem Privada e Nuvem Pública

Um grande exemplo de restrição de nuvens públicas são as grandes instituições que possuem como necessidade a proteção de seus dados. Querendo ou não, nas nuvens públicas, os arquivos disponíveis podem ser acessados por outros usuários curiosos que se sintam na necessidade de quebrar a segurança.
 
Por isso, as empresas que precisam de segurança para os seus dados, nada melhor que investir em nuvens privadas, que podem ser administradas pela própria equipa de TI. Abaixo uma lista com cinco pontos importantes que caracterizam uma nuvem privada.

  • Escala e elasticidade que se adequa na necessidade dos seus clientes.
  • Compartilhamento de dados e recursos entre um número exponencial de clientes.
  • Infraestrutura e aplicações na oferta de recursos.
  • Tecnologia e acesso a recursos na nuvem.
  • Pagamento e medição conforme utilização dos serviços.

 

Benefícios da nuvem privada

Além de aprimorar a qualidade dos serviços prestados, a nuvem privada ainda se justifica por ser mais económica e também pela redução do tempo na entrega de dados para os usuários.
 
Devido a padronização e automação dos serviços de TI ocorre a redução de custos e ainda reduzem nos custos operacionais, desta maneira, com uma ferramenta funcionando de maneira correta, os profissionais de TI podem oferecer suporte aos usuários.
 

Ponto de observação na nuvem privada

O único ponto a ser observado no quesito nuvens privadas é o acesso à internet, já que, sem conexão não existe muitas maneiras de ter acesso a conteúdo disponível nas nuvens, por isso a velocidade e qualidade de conexão são essenciais para uma nuvem privada bem sucedida e operacional.
 
E por isso podemos dizer que, para pequenos negócios, as nuvens privadas não possuem uma necessidade ampla, contudo, para empresas de médio ou grande porte, nada melhor do que investir nessa tecnologia, tendo uma equipe de TI preparada para virtualizar todo ambiente, habilitando os recursos necessários para que a nuvem funcione de maneira correta.
 
Atualmente, o conceito de nuvem vem ganhando cada vez mais atenção devido as facilidades e a velocidade de processamento, ainda mais nos dias de hoje que os usuários tornaram-se adeptos de informações cada vez mais rápidas. Os profissionais de TI tem em suas mãos a incumbência de uma nuvem flexível e que corresponda as necessidades de seus usuários.
 
Hoje temos pela frente uma nova possibilidade de desafios no quesito nuvem, tanto como seu funcionamento quanto a sua operação já que, a programação em nuvem não faz parte de uma fantasia, mas sim de uma realidade que vem crescendo a cada dia que passa, trazendo para as empresas novas estratégias que poderão trazer ganhos para a empresa mediante os avanços dos próprios conceitos computacionais e operacionais.
 
 

DEIXE UMA RESPOSTA